Consultório (19) 3231-1954 / 3231-2886 / 3234-9915 contato@marianazorron.com.br
img_mz_menina_dest

Alimentação saudável na fase pré-escolar (2 a 7 anos)

Na faixa etária dos 2 aos 7 anos, as crianças devem receber 3 refeições principais e de 2 a 3 lanches durante o dia. Também devem ser incentivadas a comer sozinhas sob supervisão de responsáveis para um adequado desenvolvimento da coordenação e destreza motora.

É comum ocorrer a diminuição do apetite, pois como já mencionado a velocidade de crescimento diminui, diminuindo consequentemente as necessidades nutricionais. Tanto a quantidade quanto a qualidade dos alimentos ingeridos pode oscilar, dessa forma, a criança pode ingerir grandes quantidades em alguns períodos e nulas em outros, bem como seu alimento preferido de hoje já não seja o mesmo de amanhã. Portanto essa fase caracteriza-se por ser imprevisível e variável.

É importante que os pais estejam cientes dessas particularidades para que não tomem medidas coercitivas, o que poderia ocasionar um real distúrbio alimentar futuro.

 

Resumindo:

  • As características dessa fase são momentâneas.
  • O apetite, bem como o interesse por certos alimentos é variável.
  • Os alimentos de sabor doce são os preferidos (característica do ser humano). Dessa forma, cabe aos pais colocar limites a respeito da quantidade, qualidade e horário para o fornecimento desse tipo de alimento.
  • As preferências alimentares de cada indivíduo devem ser respeitadas a medida do possível, substituindo-se por outro alimento com as mesmas qualidades nutricionais.
  • Comportamentos como chantagens, suborno, castigos e/ou punições devem ser evitados.
  • As refeições devem ser oferecidas em horários fixos, com intervalo suficiente para que a criança sinta fome na próxima refeição (média 3 horas).
  • A criança deve receber de 5-6 refeições diárias (café-da-manhã, almoço, jantar e de 2-3 lanches).
  • É importante que se estabeleça um tempo definido para cada refeição (média de 1 hora). Se nesse período não houver aceitação da dieta por parte da criança, a refeição deve ser encerrada e somente ser oferecida novamente no próximo horário.
  • Líquidos (água ou sucos naturais) devem ser oferecidos após a refeição para não distenderem o estômago.
  • As refeições devem ser servidas na mesa, de preferência com a participação de toda a família.
  • O ambiente durante a refeição deve ser calmo e tranquilo, sem TV, brinquedos ou jogos que possam distraí-la.
  • Envolver a criança no preparo das refeições desde a compra e escolha dos alimentos até a sua finalização.
  • Alimentação colorida e variada.